• Redação Portal Povo

Taxa de transmissão da Covid no Brasil é a menor desde abril


Com 1.166 mortes por Covid-19 em 24h, Brasil passa de 122 mil óbitos desde o começo da pandemia. A média móvel é de 859 mortes por dia na última semana.

Taxa de transmissão da Covid no Brasil é a menor desde abril A taxa de transmissão da Covid no Brasil atualmente é de 0,94, segundo a estimativa semanal do Imperial College de Londres. É a menor taxa desde abril. Uma taxa abaixo de 1 indica desaceleração no contágio e especialistas consideram que a pandemia começa a ser controlada quando ela permanece assim por, no mínimo, duas semanas seguidas. Em tese, no Brasil, neste momento, 100 pessoas infectadas podem transmitir o vírus para outras 94. Há duas semanas, a taxa já esteve abaixo de 1, mas tinha subido para 1 na semana passada. O Brasil passou dos 122 mil mortos pela pandemia, segundo os dados atualizados do consórcio de veículos de imprensa. Mas Márcio Gomes mostra que a média móvel de mortes continua caindo. As secretarias estaduais de Saúde registraram 1.166 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas - desde o começo da pandemia, foram 122.681. Foram registrados 41.889 novos casos entre segunda (31) e terça (1), totalizando 3.952.790 infectados. A média móvel de mortes está, nesta segunda, em 859 óbitos nos últimos sete dias, queda de 13% em relação à média de 14 dias atrás. A média diária de novos casos é de 39.802 nos últimos sete dias, queda de 4% em relação à média de 14 dias atrás. Três estados estão com a média de mortes em alta: Amapá, Rondônia e Tocantins. Dez estados aparecem com estabilidade, porque não registraram uma variação maior de 15% na média móvel para mais ou para menos: Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Maranhão e Piauí. Treze estados e o Distrito Federal estão com redução na média diária de mortes: Santa Catarina, Espírito Santo, Minas Gerais, Distrito Federal, Acre, Amazonas, Roraima, Alagoas, Bahia, Ceará, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Sergipe. Fonte: G1