• Redação Portal Povo

Policial civil atira em bar e fere dois em Londrina

Um policial civil se desentendeu com um amigo dentro de uma boate e acabou ferido duas pessoas na madrugada deste sábado (29) em Londrina.


A situação ocorreu por volta da 1h30, no Bar Valentino, na rua prefeito Faria Lima. Valdomiro Chammé, um dos donos do estabelecimento, contou que dois amigos estavam conversando, houve um desentendimento e o policial atirou. "O vigilante imobilizou o atirador no banheiro de cadeirantes para evitar o tumulto, e a Polícia e o Siate (Serviço de Atendimento ao Trauma em Emergência) foram solicitados pelo bar", informa. O serviço do Valentino foi encerrado e os clientes liberados. O baleado foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ao hospital do Coração, e uma mulher, que foi ferida por estilhaços, foi encaminhada ao hospital Evangélico, ambos sem gravidade. Segundo a PM (Polícia Militar), o autor do disparo se apresentou e foi encaminhado à Central de Flagrantes para providências cabíveis. O ferido pelo disparo de arma de fogo se apresentaria após o atendimento. De acordo com o delegado-chefe da 10ª SDP (Subdivisão Policial) de Londrina, Osmir Ferreira Neves, o procedimento em casos envolvendo policiais civis, é "instaurado um inquérito policial para apurar as circunstâncias do disparo e a necessidade. A arma será periciada, foram colhidos depoimentos dos envolvidos e a Corregedoria já informada também", afirma. Em nota divulgada em suas redes sociais, o Valentino esclarece que "é feita revista de clientes na entrada, por vigilantes de ambos os sexos. Todos os profissionais que têm direito legal de porte de arma (policiais civis e militares, das forças armadas, polícia federal, juízes, promotores, advogados), quando chegam ao bar na condição de cliente, são solicitados a deixar sua arma guardada em local seguro, mas nem todos aceitam. Lamentamos o ocorrido e continuamos em nosso propósito de levar cultura e diversão a todos". Fonte: