• Redação Portal Povo

Londrina: a cidade com o IPTU mais alto do Brasil

Segundo o site Meu Município, Londrina figura em primeiro lugar entre as cidades com maior IPTU do Brasil O site Meu Município é um portal 100% público e gratuito que organiza e disponibiliza de forma simples os dados dos municípios brasileiros. Ali tem todos os números sobre receitas e despesas de cada um, com dados oficiais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) e foi atualizado em 19 de junho de 2019. O site mostra, inclusive, que Londrina tem uma despesa maior do que a receita, R$ 1.909.365 contra R$ 1.824.944 (em milhares de reais). O site mostra também que o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Londrina é um dos maiores do Brasil. Isso se deve, principalmente pelo reajuste ocorrido no início de 2018, depois de que a planta genérica de valores do Município teve uma atualização aprovada pela Câmara de Vereadores no final de 2017. O aumento gerou muita polêmica pelos valores que os contribuintes foram obrigados a pagar: entre 400% e 1.000% a mais que em 2017. Um manifesto, com mais de 30 mil assinaturas, foi entregue à Prefeitura e Câmara, pedindo a redução dos valores cobrados. A inadimplência naquele ano saltou de 15,9% para 24,5%, segundo dados da Secretaria Municipal da Fazenda entregue ao Legislativo. Cerca de 90 ações populares foram protocoladas na Justiça contra o aumento. Dois anos depois, em julho deste ano, o Tribunal de Justiça do Paraná derrubou três ações diretas de inconstitucionalidade (ADIs) contra o reajustes. IPTU

Ao compararmos as receitas do município, Londrina surge como o IPTU mais alto em relação a cidades do mesmo porte. Com uma receita de R$ 242.3 milhões (dados de 2018), bem a frente da segunda colocada São José do Rio Preto que possui uma receita de R$ 211,2 milhões. A surpresa ér que a média é de R$ 131,6, milhões ou seja, quase a metade do valor cobrado em nosso município.

Gráfico de arrecadação do IPTU em comparação a cidades do mesmo porte ISS

No entanto, a cidade, que se gaba por ter uma vocação para prestação de serviços, está muito atrás das outras e abaixo, inclusive, da média, em arrecadação de ISS. A média é R$ 218,2 (milhares de reais) e Londrina aparece em sexto lugar comparada a outras 10 cidades, com R$ 208, 3.

ISS em comparação com outras cidades do mesmo porte Segundo o site, Londrina também tem 19% a menos de arrecadação de ICMS, havendo queda ao invés de aumento no imposto sobre circulação de mercadorias fabricadas e comercializadas, o que nos dá o parâmetro de crescimento da cidade em negócios.

ITBI

Já, ao analisarmos o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis),  que é o tributo municipal que deve ser pago quando ocorre uma transferência imobiliária, Londrina está na quarta posição e acima da média com R$ 55,2 milhões.

Fonte: O Londrinense