• Redação Portal Povo

Gustavo Fruet e Boca Aberta: um olho no mandato de federal, outro na prefeitura.



Os deputados federais pelo Paraná Gustavo Fruet (PDT) e Boca Aberta (Pros) estão exercendo o mandato em Brasília com um olho nas eleições municipais de 2020. Fruet com as atenções voltadas a Curitiba e Boca Aberta a Londrina. Cada um com sua estratégia, ambos têm feitos seguidas críticas aos atuais prefeitos, que serão adversários na disputa do ano que vem.

Em seu Facebook, Fruet tem lançado uma série de comparações entre dados de sua gestão e a de Rafael Greca (DEM). O deputado compara o número de unidades de saúde reformadas; de feiras de alimentos implantadas; de grandes obras de mobilidade, entre outros. Além disso, Fruet tem usado o espaço para questionar declarações e anúncios de Greca.

Para além do debate virtual, Gustavo Fruet já vem calibrando a atuação de seu partido para que a legenda se afaste de Greca e se firme como uma força de oposição para 2020. Nesse sentido, uma das ações mais evidentes foi a abertura do processo de expulsão contra dois vereadores pedetistas que estão na base da atual gestão: Zezinho do Sabará e Toninho da Farmárcia.

“Apesar do PDT ser declaradamente partido de oposição na capital, os dois parlamentares não só compõem a base do prefeito Rafael Greca como votam com o governo invariavelmente. Desrespeitando orientação e os valores defendidos pelo partido, votaram inclusive a favor do pacotaço do prefeito que promoveu o maior aumento de impostos da história de Curitiba”, disse, em nota, o PDT de Curitiba.


Boca Aberta

Menos polido que o ex-prefeito de Curitiba, Boca Aberta, tem feito um mandato de deputado federal com práticas de vereador. De Londrina, publica vídeos criticando buracos na rua; da tribuna, na Câmara Federal, não faz um discurso sem criticar o prefeito Marcelo Belinati. Nesta segunda-feira (15), por exemplo, este foi o tom.

“Eu não aguento mais, senhor prefeito Marcelo Belinati. Eu vou bater em você aqui, no teu lombo, até você sangrar. Até você aprender a ser homem de verdade; honrar a cueca que você veste, prefeitinho”, disse Boca Aberta, na tribuna no plenário Ulysses Guimarães.

Um outro vídeo publicado no fim de semana ajuda a entender a estratégia política do deputado. Em uma ocupação na região Norte de Londrina, o deputado afirmou que, quando ele virar prefeito, a situação vai mudar.

“Se deus der vida e saúde e não mandarem matar nós até lá e nós formos eleitos prefeito no ano que vem, nós vamos comprar esse terreno aí e eu vou fazer o lote popular para todo mundo. Quero ver se eu não faço. Está gravado isso aí”, disse.


Fonte: Gazeta do Povo.