• Redação Portal Povo

Filipe Barros é denunciado por crime contra a saúde pública



O Ministério Público Federal encaminhou ao procurador-geral da República, Augusto Aras, pedido de investigação para apurar suposto crime de infração de medida sanitária praticada pelo deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) em março deste ano. O caso foi aberto pela 24ª Promotoria de Justiça de Londrina, mas como o parlamentar tem foro privilegiado, foi encaminhado ao MPF e, agora, à PGR.

No despacho, a procuradora Cintia Maria de Andrade relata que o deputado foi alvo de uma notícia de fato por liderar a manifestação do último dia 15 de março em Londrina (PR) ‘apesar da pandemia do coronavírus (Covid19) e das recomendações dos órgãos de saúde’.

Considerando que o noticiado Filipe Barros ocupa o cargo de deputado federal, a competência para o processamento e julgamento de eventual fato criminoso por ele praticado é do Supremo Tribunal Federal, de modo que a atribuição para análise desta Notícia de Fato é do Exmo. Sr. Procurador-Geral da República”, afirma.

Filipe Barros participou de um ato em Londrinha (PR), seu reduto eleitoral, no alto de um trio elétrico. As manifestações foram criticadas por especialistas de saúde devido ao risco de contágio do novo coronavírus em aglomerações e chegaram a ser desincentivadas pelo presidente em pronunciamento.



Hoje, o último balanço do Ministério da Saúde aponta 15.927 casos confirmados de coronavírus e 800 mortos por Covid-19.