• Redação Portal Povo

Criança queimada pelo primo na zona oeste morre após um mês internada


A criança Eloá, de sete anos, que foi queimada pelo primo na zona oeste de Londrina, morreu na madrugada deste domingo (23). Ela estava internada desde que o parente ateou fogo contra seu corpo, em 23 de agosto, no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Universitário (HU). De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, a menina foi a óbito às 00h57. Ainda não há informações sobre o velório e enterro.


A pequena Eloá teve 48% do corpo queimado em uma casa na rua Caviúna, no jardim Leonor, pelo primo, Alan Victor Lucas, de 22 anos. Na ocasião, ela foi socorrida pela equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao HU, onde passou por cirurgias. Durante todo o período de internação respirou com ajuda de aparelhos em razão de seu grave estado de saúde.


Alan Victor Lucas foi indiciado pela Polícia Civil por tentativa de homicídio qualificado, tipificação que teve mudar com a morte da criança. A Justiça, atendendo pedido da defesa e do Ministério Público (MP-PR), determinou que o jovem passe por exames de sanidade mental. O exame vai apurar se ele tinha compreensão do que estava fazendo ou sofreu surto psicótico no momento do crime. Se os laudos afirmarem que tinha problemas psiquiátricos, poderá ser encaminhado para atendimento especializado.


Além de Alan, o irmão dele, identificado apenas como Gustavo, foi detido quando Eloá foi queimada. Porém, a polícia entendeu que ele não teve participação e foi liberado. A família da criança moram no mesmo terreno que os primos, que costumavam cuidar da garota.






Fonte: