• Redação Portal Povo

Congresso derruba veto e amplia alcance do BPC.



Deputado Federal Boca Aberta vota a favor do Povo e ajuda a derrubar veto que prejudicaria idosos e deficientes no recebimentos dos benefícios.

Após cerca de cinco horas de discussão, o veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto que aumenta o limite da renda familiar para recebimento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) foi derrubado.


Os parlamentares favoráveis à derrubada do veto consideram injusto o Parlamento querer economizar exatamente na hora de ajudar a população pobre. “Não é possível que o Congresso continue ignorando o povo. Quando chega na hora do orçamento para a periferia, a ponta da vila, os que mais precisam, aqueles que têm pessoas com deficiência na família, aí o governo quer tirar”, disse o Deputado Boca Aberta (PROS-PR).


BENEFÍCIO DA PRESTAÇÃO CONTINUADA

O BPC é um benefício assistencial equivalente a um salário-mínimo, pago a pessoas com deficiência e idosos partir de 65 anos com até um quarto de salário mínimo de renda familiar per capita. A lei aprovada no Congresso e vetada por Bolsonaro alterava exatamente o teto da renda, ampliando o número de pessoas aptas a receberem o benefício. Com a derrubada do veto, a renda máxima para obter BPC passa de R$ 261,25 para R$ 522,50.


VETO Nº 55/2019 - COMO VOTARAM OS DEPUTADOS.


A derrubada do veto começou pelo Senado, com 45 votos contrários, contra 14 favoráveis. Na Câmara, o veto foi derrubado com 302 votos a 137. A matéria vai à promulgação.