• Redação Portal Povo

Cascavel, Londrina e cinco regionais terão quarentena restritiva





O governo do Paraná anunciou nesta terça-feira (30) a adoção de uma quarentena mais restritiva para sete regionais de Saúde do Estado: Londrina, Cascavel, Cornélio Procópio, Cianorte, Toledo, Foz do Iguaçu e Região Metropolitana de Curitiba. O novo decreto prevê, nos 134 municípios que compõem essas regionais, fechamento dos setores da economia considerados não essenciais pelo Decreto Estadual 4317, entre eles comércio de rua, shoppings, feiras livres, bares, academias, salões de beleza e clubes.

Além do governador Ratinho Junior, participaram do anúncio o secretário de Saúde Beto Preto e o diretor geral da Secretaria de Saúde Nestor Werner Junior. Segundo o governador, essas cidades acumulam cerca de 75% dos casos de coronavírus no estado. 

"Nós não estamos fazendo 'lockdown'. Estamos aplicando uma quarentena mais restritiva em algumas regiões do estado onde a curva do crescimento está fora do controle", afirmou o governador. 

O decreto estadual 4317 considera essenciais serviços como saúde, transporte público, indústria e construção civil, produção de medicamentos e alimentos, imprensa, segurança privada, transporte de cargas.

A restrição será válida por 14 dias a partir de 1º de julho. Haverá multa para quem não cumprir as determinações. A fiscalização será feita pela Secretaria de Segurança Pública, com auxílio das prefeituras. 

O objetivo é aumentar o isolamento social e diminuir a circulação do vírus. A justificativa é o crescimento da curva de casos e mortes por coronavírus nessas regiões. Segundo o secretário de Saúde Beto Preto, preocupa a falta de profissionais intensivistas e de medicamentos essenciais para entubar pacientes graves.





Fonte: