• Redação Portal Povo

Boca Aberta Jr quer prioridade para idosos e pessoas com deficiência na aquisição de moradias.


Deputado Boca Aberta Jr, propõe projeto que garante a preferência de Idosos e pessoas portadoras de deficiência física em apartamentos de programas habitacionais .


O aumento da população da terceira idade é uma boa notícia. Significa que a expectativa de vida do país cresceu. Mas é preciso se preparar para atender a este grupo com necessidades próprias e muita sabedoria. É público e notório que até mesmo os jovens fisicamente saudáveis encontram dificuldades na superação de longas sequências de degraus até atingirem suas residências, ficando extremamente prejudicados os idosos e as pessoas com deficiência, que acabam tendo sua movimentação reduzida.


JUSTIFICATIVA


Pensando numa melhora da qualidade de vida dos idosos e deficientes físicos que vierem a adquirir imóveis nessas edificações, o Deputado Boca Aberta Jr propõe a disponibilização dos apartamentos do andar térreo construídos por programas habitacionais do governo do Estado do Paraná, e dá outras providências. Mediante a apresentação de Projeto de Lei nº 97/2019 que ainda passará pela apreciação dos demais parlamentares.

Cumpre ainda destacar que esta proposição tem o escopo de reforçar e colocar em prática o Estatuto do Idoso bem como a Lei Federal n° 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, permitindo maior respeito e atenção à população idosa bem como concedendo acessibilidade aos portadores de necessidades especiais de locomoção.

Visando que os apartamentos térreos sejam ocupados por eles, o Poder Executivo acaba por melhorar a qualidade de vida dos idosos e pessoas portadoras de deficiência, colaborando com a redução do descaso da sociedade e a manutenção da tradição que teremos um estado com visão de vanguarda e capacidade de inovação, sempre à frente de seu tempo.

Boca Aberta Jr, ressalta a importância do projeto que pode melhorar a acessibilidade, dignidade e qualidade de vida dos idosos e deficientes físicos.