• Redação Portal Povo

Bares serão proibidos de abrir em Londrina, mesmo com delivery


Proibição é por tempo indeterminado, para evitar aglomerações e "sociais em casa" O aumento de casos de coronavírus em Londrina levou o prefeito Marcelo Belinati determinar medidas mais duras principalmente contra donos de bares. O setor, o mais afetado desde o início da pandemia, já sofre com o desemprego e a queda no movimento. A crise deve se agravar nos próximos dias com o fechamento total dos estabelecimentos na cidade.

Nem mesmo o delivery está autorizado a funcionar, para não facilitar o acesso à bebidas alcoólicas durante “sociais em casa” ou “churrascos com os amigos”.

Segundo o prefeito, a medida se faz necessária após vários donos de outros bares promoverem eventos com música ao vivo e desrespeitarem as regras de isolamento. O Terrace Lounge, na Gleba Palhano, por exemplo, foi um dos que protagonizaram essas cenas, com pessoas sem máscaras, casa lotada e música ao vivo.

O Terrace foi multado em R$ 10 mil e foi lacrado, mas conseguiu na Justiça a autorização para voltar a funcionar.

Além dos bares, também estão no radar da fiscalização os donos de chácaras, que podem ser multados em até R$ 30 mil caso aluguem o espaço para a promoção de eventos. Belinati culpa as festas clandestinas pelo aumento dos casos na cidade, e justificou ainda que no caso dos ônibus lotados, a maioria das pessoas usam máscaras, e por causa disso não há rápida proliferação do vírus nesses ambientes.

Outra interdição determinada foi a de lagos, parques e praças de Londrina que voltam a ficar restritas.

Tudo está válido a partir de amanhã (sexta-feira 11). Fonte: O 24 Horas.