• Redação Portal Povo

Alemão é demitido do comando do Londrina e Claudio Tencati está de volta


A diretoria de Londrina Esporte Clube (LEC) decidiu demitir o técnico Alemão após a derrota por 2 a 1 para o Botafogo-SP, no Estádio Santa Cruz. O novo comandante será Claudio Tencati, um velho conhecido da torcida alviceleste. A informação foi confirmada pelo gestor de futebol Sérgio Malucelli à reportagem da Paiquerê 91,7.

Alemão assumiu o time profissional em dezembro do ano passado após bons resultados no elenco sub-20. A principio seria o técnico apenas para o Campeonato Paranaense e início da Copa do Brasil, já que Roberto Fonseca havia sido emprestado ao Novorizontino para disputar o Campeonato Paulista. Ex-jogador do LEC, Alemão rapidamente ganhou o carinho dos torcedores no comando técnico do time. No Estadual foi eliminado na semifinal do segundo turno contra o Coritiba, por 2 a 1. Na Copa do Brasil, eliminou o Americano, Paraná Clube e o Botafogo-PB.


Na quarta fase da competição nacional, houve o retorno de Fonseca, que comandaria o time no restante da temporada. Mas uma derrota por 4 a 0 contra o Bahia, fora de casa, foi a única partida dele em 2019 pelo Tubarão. Após o resultado, não teria gostado das criticas de torcedores e pediu demissão.


Com isso, Alemão retornou ao comando do time. Conseguiu a vitória contra o Bahia dentro de casa, por 2 a 1, mas não foi suficiente para reverter a eliminação da Copa. Na Série B surpreendeu e ficou diversas rodadas no G4 da competição. Após a parada do campeonato para a disputa da Copa América, o rendimento caiu e começou o desgaste. Foram quatro derrotas, três empates e duas vitórias. O elenco está há quatro jogos sem vencer. Em um pouco mais de oito meses, foram 34 jogos, sendo 15 vitórias, dez empates e nove derrotas, um aproveitamento de 33%.


O bom filho a casa torna

Em seis anos e sete meses no comando do Londrina, Tencati ficou conhecido na época como o técnico mais longevo do Brasil. Assumiu o time em 2011 e saiu no final da temporada de 2017. Quando chegou a equipe estava na segunda divisão do Campeonato Paranaense, onde se consagrou campeão. Posteriormente, conquistou o Campeonato Paranaense (2014) e quatro títulos do interior (2013, 2015, 2016 e 2017). Foi vice-campeão da Série C do Brasileirão (2015) e campeão da Primeira Liga (2017), superando equipes como Paraná, Fluminense, Cruzeiro e o Atlético Mineiro, na grande decisão.


Na Série B do Brasileirão, foram dois anos “na trave”. Em 2016, terminou em sexto com 60 pontos, apenas três atrás do acesso à elite do futebol nacional. Já neste em 2017, brigou por uma vaga no G4 até a penúltima passada, quando empatou com o América Mineiro, por 0 a 0.


Depois que deixou Londrina, passou por dois clubes, Atlético Goianiense e Vitória da Bahia, e estava sem time. Foi demitido do Vitória depois de apenas sete jogos. O seu desempenho não foi satisfatório: quatro derrotas, dois empates e um triunfo, aproveitamento de 23,8%. Ainda não há informações de trocas na comissão técnica do Tubarão.


Fonte:paiquere.com